sexta-feira, 11 de maio de 2018

Porque o tempo escasseia


Vou-te abraçar sempre que possa, mesmo que isso faça de ti um bebé mimado.

Vou-te dar sempre colo, mesmo que fiques mal habituado.

Vou curar todas as tuas feridas com beijos, mesmo que te tornes num menino frágil.

Vou-te fazer todas as vontades, mesmo que te tornes birrento.

Vou brincar sempre contigo, mesmo que a casa esteja por arrumar.

Vou deixar-te dormir comigo mesmo que acorde com dores nas costas.

Vou deixar-te sempre expressares-te mesmo que digam que não pode ser.

Vou sempre deixar-te ser quem és e dar-te tudo o que sou.

Porque o tempo escasseia. Porque o tempo voa. Porque o tempo urge e não espera.

Porque ontem eras o meu bebezinho, hoje já és um menino, e amanhã serás um homem.

Porque serás sempre o meu bebé, vou dar-te tudo o que o nosso coração manda, mesmo que digam que não devo. Porque amanhã, já não vais querer tantas destas coisas e eu não me quero arrepender.

Quero aproveitar o meu bebé, a cada segundo. Porque o tempo escasseia.

Foto: Vasco, com 1 dia de vida!

1 comentário:

  1. Tão lindo e verdadeiro! Mesmo aproveitando cada segundo, parece sempre pouco!

    Ummaisum-tres.blogspot.pt

    ResponderEliminar